ÚLTIMAS ATUALIZAÇÕES

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

O Valor da Humildade


E o que a si mesmo se exaltar será humilhado; e o que a si mesmo se humilhar será exaltado (Mateus 23.12).

    Humildade, em seu sentido literal, pode ser entendida como a virtude que dá o sentimento exato da nossa modéstia, cordialidade, respeito, simplicidade e passividade. Porém, é bem verdade que esse sentimento vem sendo perdido em meio ao sistema social pecaminoso e corrupto, instituído por Satanás. "E por se multiplicar a iniquidade, a caridade de muitos se esfriará (Mateus 24.12)."

    A respeito dessa tão bela virtude, a palavra de Deus explicita e exorta o crente a cultivá-la. Ainda em seu ministério, Jesus é indagado por seus discípulos a respeito de quem seria o maior no Reino dos céus. O Senhor, singelamente responde, dizendo: "[...] aquele que se tornar humilde como esta criança, este é o maior no Reino dos céus (Mateus 18.4)." Logo fica clara a admoestação para que todos os que se dizem cristãos vivam em humildade. O próprio Jesus, mesmo sendo Deus, se fez pobre e humilde, medite: "Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para vossa alma (Mateus 11.29)."

  A autêntica humildade nos aproxima do nosso criador, contudo, a falta da mesma nos afasta. Perceba: "Deus resiste aos soberbos, dá, porém, graça aos humildes (Tiago 4.9)." Ainda: "[...] revesti-vos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graças aos humildes (1 Pedro 5.5)."

   O cristão que cultiva a humildade é agraciado por Deus, que lhe proporciona uma vida de bênçãos espirituais e materiais: "Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que, a seu tempo vos exalte (1 Pedro 5.6)." O crente humilde também obtém sabedoria: "[...] mas com os humildes está a sabedoria (Provérbios 11.2)." Deus ama a humildade e aqueles que a praticam: "Ainda que o Senhor é excelso, atenta para o humilde; mas ao soberbo conhece-o de longe (Salmo 138.6)."

   Por fim, que Deus possa nos ajudar a estar sempre em espírito de humildade diante de sua soberania, para que assim alcancemos a sua graça e favor.