ÚLTIMAS ATUALIZAÇÕES

quarta-feira, 2 de março de 2016

A Tentação


Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo. E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome (Mateus 4.1,2);

     Bem sabemos das dificuldades de ser um(a) crente fiel em Cristo Jesus nesse mundo. Uma que enfrentamos em nossa caminhada, é a tentação. Satanás não descansa um só minuto, para tentar acabar com nossa íntima comunhão com Deus. Assim, está escrito em Apocalipse 12.10b: “porque já o acusador de nossos irmãos é derribado, o qual diante do nosso Deus os acusava de dia e de noite."

     Através do texto destacado acima, podemos perceber a astúcia de Satanás tentando a pessoa do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A bíblia relata nesse trecho que após Jesus ter tido fome, o adversário o tenta para acabar com seu ministério e consequentemente com os planos divinos aqui na terra. Trazendo a situação para os dias atuais, vemos a mesma realidade. Por sinal, o ato de ser tentado é bem mais corriqueiro do que pensamos. O apóstolo Tiago afirmou que somos tentados pela nossa própria concupiscência, ou seja, os desejos de nossa natureza carnal (Tiago 1.14). Muitas dessas tentações ocorrem quando estamos fracos ou quase sem forças para caminhar, mas fiel é Deus que sempre nos dá o escape e a força necessária para continuarmos firmes, nessa jornada rumo à Nova Jerusalém Celeste.

      Analisando um pouco mais o texto, podemos perceber que Jesus se submete a infalível arma do crente, a Palavra de Deus, para vencer o inimigo e seguidamente a tentação que o sobrevinha. Tal situação nos ensina bastante, pois demonstra que devemos ter um profundo conhecimento bíblico, estando em completa obediência, para que por meio dela, possamos vencer nossos desejos e ter o conhecimento do que é impróprio.

       E para triunfarmos diante das batalhas espirituais, precisamos estar revestidos com as armaduras de Deus (Efésios 6.13). E com os ombros cingidos com a verdade que é a sua palavra (Efésios 6.14), não resistindo ao impulso do Espírito Santo. Só assim poderemos resistir firmes na fé (1 Pedro 5.9), e prosseguir diante das dificuldades, como Jesus. Que Deus nos ajude a permanecer na jornada, fiéis à sua palavra.