ÚLTIMAS ATUALIZAÇÕES

sábado, 18 de junho de 2016

Abraão, o Amigo de Deus


Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei. E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção (Gênesis 12.1,2).

      Louvo ao Senhor Jesus por mais esta mensagem que Ele, por sua infinita misericórdia, tem posto no meu coração. Também Lhe sou grato pela presente semana, na qual iremos meditar juntos sobre as ETERNAS e INFALÍVEIS verdades eternas.

       A passagem bíblica que separo para nossa reflexão se refere ao chamado de Abraão, enquanto este ainda se chamava Abrão. Apesar dos versículos acima serem breves, ecoam de forma tremenda, mostrando que o Senhor também opera na simplicidade.

     Encontramos nos tempos atuais uma sociedade louca, onde as pessoas se esvaziam do Único e Verdadeiro Deus, Criador de todas as coisas, e entram em um processo de “coisificação”, isto é, se tratam e são tratadas como um mero objeto. Mesmo diante de tal quadro, há aqueles que apesar de viverem de forma desenfreada querem sentir a aprovação do Senhor na sua vida.

     Mas, quando examino o primeiro versículo destacado acima, percebo que para Deus aprovar nossas condutas, sacrifícios terão que ser feitos. Abrão vivia em Ur dos caldeus (Gênesis 11.31), cidade babilônica que fazia parte de uma nação pagã e que não vivia os padrões requeridos por Deus. Quando o Senhor ordena: “Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai...” transmite a Abrão a Sua vontade para toda a raça humana, a santificação (Hebreus 12.14), a separação das coisas imundas para viver uma vida de ampla comunhão com o Criador do universo.

       Apenas dessa forma e somente apenas dessa forma, atendendo a vontade do Senhor, é que se pode alcançar as promessas do Deus Trino. Só depois de impor sua vontade a Abrão é que o Senhor afirma qual seria o resultado da obediência do mesmo.

         Então, tendo por base o segundo versículo grifado, podemos listar as promessas alcançadas por Abrão, vejamos:

1) “E far-te-ei uma grande nação”: Deus cura a esterilidade da mulher de Abrão e lhes concede Isaque, herdeiro da promessa (Gênesis 21.1-3). O patriarca é tido como pai de toda a nação de Israel e, espiritualmente, de todas as nações do mundo devido a propagação do Evangelho.

2) “e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome”: Além do nome do patriarca ser lembrado como pai da fé (Hebreus 11.8), Deus também mudou o seu nome de Abrão para Abraão, que significa ‘pai de uma grande multidão’.

3) “tu serás uma bênção”: Querido (a), quando atento para a vida de Abraão e procuro enxergar a bênção que Deus afirmou que o mesmo seria, recorro à bíblia e encontro o apóstolo Tiago afirmando: “[...] E creu Abraão em Deus, [...] e foi chamado o amigo de Deus (Tiago 2.23)". Aleluia! Tem maior bênção que ser o amigo de Deus? A expressão é clara, não se trata de um amigo e sim o amigo, o que nos passa a ideia de referência, exemplo. Glória a Deus!

         Concluo, agradecendo a Deus por nos revelar mais uma vez sua vontade e oro para que você faça igual a Abrão ao ouvir a voz de Deus: Abandone tudo o que te afasta do Senhor, para que assim você descubra o que significa conversão, santificação e comunhão com Ele, para que só assim você seja impactado por suas promessas. Que Deus te abençoe!